Tag Archive | Holanda

O ‘ ineleito ‘

O único candidato foi eleito com 8 votos, entre os quais o do Sporting. Não sei se isto quer dizer alguma coisa, se vai dar a algum lado ou se foi apenas uma questão de cumprir o dever de eleitor. Há direitos, há deveres e fomos lá. Feito.

Agora se isto serviu para alguma coisa, já não sabemos. Logo se vê. Que foi uma enorme palhaçada, disso ninguém tem a mais pequena das dúvidas. Se o senhor Figueiredo vai novamente para a cadeira dele, são outros quinhentos. Impugnar, agir judicialmente, algo vai acontecer no reino da pouca vergonha que é o futebol indígena.

Os clubes não se entendem, pois ninguém quer perder o poder. De repente FCPorto e SL Benfica ficaram sem candidatos e isso, sabe-se, causa muito transtorno aos auto-próprios. E continuar com o senhor Figueiredo na presidência eles não querem…

Entretanto, amanhã começa o Mundial, melhor dizendo, a Copa. O primeiro jogo será no estádio do ‘ Estaleiro ‘. A meio dia de começar o evento, aquilo ainda está em obras. Amanhã entram os espectadores pela porta principal, saem os trolhas pela porta dos fundos…

Mas tudo se faz e a copa do Brasil vai ser um sucesso!

Eu fico a torcer por Portugal sem Paulo Bento. Depois sempre pela Itália e pela Holanda. Na Europa, fora com os alemães e os ingleses. Fora do velho continente, gostava da Argentina, mas isso era antes do Messi. Como o grande Scolari está na canarinha e eu tenho enorme simpatia por ele, que seja o Brasil, caso não haja as minhas equipas europeias favoritas.

Um mês de bola! Vamos lá esquecer o triste futebol de trazer por casa e ver as nacionais a jogarem por aquele troféu de ouro.

Força Rui Patrício e William Carvalho. Vocês os dois mais o CR7, são mais de meia equipa…

Oh não, checos e gregos!

Checos e gregos passaram aos quartos-de-final do Euro 2012, deixando pelo caminho russos e polacos. Quem diria, especialmente depois de vermos o bom futebol dos russos. Quantos aos polacos dá igual, apesar das bancadas ficarem menos bonitas, é um facto.

Dos gregos é melhor nem falar…

De ontem, uma vitória fantástica dos ‘ bifes ‘ ingleses sobre os vikings suecos num jogo bastante emotivo e cheio de golos. No outro jogo, os chauvinistas franceses bateram os ucranianos. Partindo do príncipio que os franciús ganham ao já eliminados suecos e conseguem o primeiro lugar do grupo ( embora eu até fique muito feliz se acontecer o contrário ), resta saber o que vai acontecer no Inglaterra vs Ucrânia. Um empate dá para a Inglaterra, mas vai ser duro, pois os ucranianos vão querer ficar no Euro.

Seja como for, o que interessa agora, é o Portugal vs Holanda de amanhã. Ganharmos aos holandeses para seguir em frente. Isso é que é, isso é que conta.

Amanhã, tenho cá uma fé, será dia de S.Ronaldo!

Viram-se gregos

Dois golos de rajada dos checos e os helénicos a verem-se gregos para reagir. Ainda conseguiram minimizar os estragos, mas não deu para mais. Apesar de ser a única coisa boa que a selecção grega tem, espero que o português Fernando Santos venha de férias já a seguir à derrota com a Rússia. Fraquinha a Grécia, a pior campeã europeia da história do futebol. Nem com iogurte grego e morangos lá vai…

A seguir tivemos um animado Polónia vs Rússia, antecedido por confrontos no exterior. No campo quase aconteceu o mesmo. Coisas de vizinhos mal resolvidas e com antecedentes históricos. No final um empate que serve a Rússia e que levará os polacos a fazer das tripas coração para para bater os checos no último jogo. Izmailov entrou e tocou umas duas ou três vezes na bola, não dando para mais. Os russos acusaram o cansaço mas, mais uma vez, deu para ver bom futebol e dará para passarem à próxima fase da competição.

Amanhã temos mais um jogo das nossas vidas, acreditando que o vamos vencer. Vamos acreditar, vamos torcer e puxar pelos nossos. Com muitas ‘ ganas ‘ ( sim, isto é uma expressão à espanhola ).

No outro jogo, porventura, a derrota da Holanda pode ser favorável ao Clube de Portugal. Apesar de eu gostar muito da equipa ‘ orange ‘. Mas temos que ganhar aos ‘ cornudos ‘ dos vikings, claro está!

O Euro 2012 começa daqui a um bocadinho…

Por ordem de preferência para ganhar o caneco:

Portugal – vamos a eles rapazes, é tempo de sermos Campeões da Europa! Força Nação Valente e imortal!

Itália – depois do meu país, sempre pela Squadra Azurra!

Holanda – pelo meus Amigos holandeses e por um país fantástico onde não me importava nada de trabalhar e viver!

Na 2ª linha:

Espanha – nuestros hermanos , pelo menos no desporto, deveriam ser um exemplo para muitos, especialmente para nós.

Suécia – os nórdicos são sempre simpáticos e bem dispostos. As suecas também.

Dinamarca – pelo Schmeichel, apesar de ele achar que nem sequer passamos da fase de grupos. We are red, we are white, we are Danish dynamite. We are green, we are red, we are dynamite in bed!

Inglaterra – por ser a pátria do futebol e porque  precisamos deles para fazer turismo no nosso país. Também somos os aliados mais antigos e isso conta, especialmente se for para bater nos chauvinistas dos franceses.

Nem aquecem nem arrefecem:

Rússia – mais que não seja pelo  Czar Izmailov.

Irlanda – nice and friendly Mates, a lot of beer. U2!!!

República Checa – o Karel Poborski ainda me está atravessado…

Ucrânia – Ucranianas!

Polónia – Polacas!

Croácia – guerreiros e brutos que nem casas. É pena, especialmente pelas croatas.

Os detestáveis:

Alemanha – especialmente por causa da Merkl e do Schweinsteiger.

França – nem com molho de mostarda de Dijon. Podiam estar na posição dos gregos. E ir à falência também.

Grécia – nem pelo Fernando Santos, nem por coisa nenhuma. Vão trabalhar malandros.

Novos equipamentos para o Euro 2012

A Nike a produzir camisolas absolutamente geniais para as suas selecções do Euro 2012

Apesar de não gostar nem um bocadinho da França, vão estar bem vestidos. Quanto a uma das minhas selecções favoritas – a Itália, já vi a Squadra Azzurra com camisolas bem mais bonitas. Salva-se a alternativa.

 

Sabe bem pagar tão pouco

A Família Soares dos Santos entrou para o rol das famílias proscritas do país. Uns vagabundos, uns ladrões, uns fugitivos aos impostos. O país tem dificuldades em aceitar tamanha afronta, como se todos gostássemos imenso de pagar impostos e os portugueses até não fossem especialistas em fugir aos mesmos. E qual de nós, na possibilidade de pagar menos, quererá pagar mais? A resposta é fácil, ninguém.

Explicados os motivos – falta de estabilidade fiscal em Portugal, a falta de financiamento para projectos de expansão e a Holanda ser o país que ‘ melhores garantias oferece à iniciativa privada ‘, Alexandre Soares dos Santos mostra-se surpreendido com o ‘ caso ‘ que, de repente, se tornou nacional. A decisão da SMFS transferir para uma sucursal na Holanda, a participação que detém no Grupo Jerónimo Martins. E se a coisa fosse novidade ainda podia ser notícia, mas basta ir às empresas do índice PSI-20 e verificar quantas ‘ estão ‘ na Holanda.

‘ Aceito perfeitamente que não gostem daquilo que represento. A iniciativa privada nunca foi nada de que o português gostasse. ‘ Ora aí está, nada mais verdadeiro. Mas talvez devessem gostar mais. E menos de Estado…

Cá em casa, por mim e nesta Família, é cada vez mais Pingo Doce. Pelos melhores produtos aliados a uma excelente imagem, produtos esses que tem óptima relação qualidade-preço e porque fica perto de casa.

E já agora, que este Empreendedor crie mais empregos, apesar das ‘ dificuldades ‘, dos entraves, das cargas fiscais, do país e dos portugueses. É disso que precisamos, não de conversetas estéreis e inúteis.

Pannenkoken & stroopwafels

Os Holandeses não são propriamente um povo muito ligado à comida. Os almoços são frugais, os jantares são simples e nada pesados. Não tem, nem de longe nem de perto, os nossos hábitos alimentares e são poucas as iguarias da sua cozinha. Tem, por exemplo, pães deliciosos, assim como fruta e legumes excelentes. O leite e o queijo, ou melhor, todos os produtos lácteos, são do melhor que já provei. Nas sobremesas e para quem é um guloso incurável, não existem assim tantas coisas, digamos ‘ naturais ‘, pelo que quase tudo é ‘ feito ‘ no supermercado. Aliás, se há sítio onde os holandeses não passam muito tempo, esse sítio é a cozinha. Neste capítulo dos doces posso referir as ‘ pannenkoken ‘, as panquecas holandesas, que são enormes e podem levar o melaço por cima, entre outras coisas. A acompanhar o café, que bebem aos hectolitros ( daquele de pastilhas, fraquinho e ao qual adicionam ‘ melk ‘ ), comem biscoitos e bolachas, em especial umas que eu adoro e que se chamam ‘ stroopwafels ‘.

Há também claro, noutro campo ( literalmente ), as flores. Campos a perder de vista cobertos de túlipas. Um espectáculo.

E entre outras coisas, há excelentes jogadores de futebol. Como Wolfswinkel e Schaars. Evoluídos, cultos e fiáveis.

Isto tudo para dizer que aviamos os ‘ pastéis de Belém ‘ com uma pannenkoek e uma stroopwafel. Assim, sem mais. Foi na 2ª parte, porque na primeira estava tudo a ver os azuis jogar. Distraídos com certeza. Depois o intervalo. Fez-nos bem e arrebitámos. E pronto, lá se foram Os Belenenenses. Agoram que venham os da Madeira.