Sporting CP vs FCPorto

Grande, enorme primeira parte. Bela jogatana de futebol. Três notas: William Carvalho é de outro mundo, Ricardo Quaresma é um verdadeiro génio da bola e apesar do domínio repartido do jogo, o FCPorto teve, até ao intervalo, as melhores ocasiões para golo, pelo que não seria injusto estar a ganhar.

Mas ainda não bem que não marcaram ( e o quanto a troca de treinador lhes fez bem )…

Esperemos agora pela 2ª parte. Vamos a eles Sporting!!!

Actualização

Sim, a posição de André Martins é irregular, está adiantado em relação ao último defesa, o bandeirola está atrasado na jogada e não vê e deixa seguir. Em cas0 de dúvida, contrariando o que é norma cá do burgo, beneficia-se quem ataca. Mas o lance está ‘ferido’ de legalidade. Está dito.

Esperemos agora pelas reacções, embora Luís Castro já tenha dado o mote, indo ao encontro dos árbitros. O resto vem a seguir e lá vão dizer que as ‘ queixinhas e ameaças ‘ surtiram efeito. E diz o treinador alternativo que ainda ficou um penalty por marcar. Seja como ele quiser.

Quanto à 2ª parte, salvo uns 7 minutos de aperto, merecemos a vitória. Fomos mais equipa, mais pressionantes, mais fortes e soubemos gerir bem o jogo. As substituições que Leonardo Jardim operou, surtiram efeito e sempre estivémos por cima. Também contámos com um Jackson Martinez desinspirado e um Quaresma que perdeu quase todo o gás. Mas pronto, vendo o jogo da 2ª metade, acho que é merecido e lá se vai o dogma ‘ do não ganhamos aos outros grandes ‘.

Slimani, Slimani e mais Slimani. Ele também sabe resolver.

Uma nota final para Helton que se lesionou. Esperemos que não seja grave e que recupere depressa. Merecidos os aplausos aquando da sua saída, num gesto digno e nobre dos adeptos Sportinguistas.

Viva o Sporting. ‘ Mai nada ‘!

Tags: , , ,

About Porta 10A

À direita das coisas, Sportinguista convicto, teimoso quanto baste, inventivo, apaixonado, Pai babadíssimo, sempre em família, sempre com Amigos. Adoro artes em especial a fotografia e a pintura. Gostava de ter sido Arquitecto, mas a matemática era tramada. Depois Jornalista, mas não deu. Adoro escrever. Sobre desporto e política, ou sobre uma coisa qualquer. Cristão, crente em Deus, não pratico porque acho que a melhor relação com Ele é directa. Adoro música e existem canções para todos os nossos estados de alma. E isto tudo, sou eu...

4 responses to “Sporting CP vs FCPorto”

  1. Miguel says :

    @ Marcelo

    parabéns! pela vitória, Marcelo.
    desculpa não ter passado por cá antes, mas o dia foi complicado. mesmo assim e antes de o fazer no meu estaminé, não quis deixar para “amanhã” os votos sinceros e desportivos de “parabéns!” que um ‘gentleman‘ e um ‘sportsman‘ me merecem.

    ps:
    não passes lá no meu estaminé. mesmo. a sério. vou ser cáustico. e as palavras que utilizarei não se aplicam a ti.

    abr@ço
    Miguel | Tomo II

  2. Porta 10A says :

    Amigo Miguel,

    Obrigado pela visita e comentário. Vou passar na mesma, pois com soda cáustica ou sem ela, é sempre bom ler-te. No problem.

    Foi um bom jogo e podia ‘ ter caído ‘ para qualquer um dos lados. As primeiras oportunidades foram vossas e aquele ‘ golo ‘ do Quaresma seria mais uma obra-prima.

    Fico feliz, com certeza mas preferia ter ganho sem qualquer caso e que não houvesse lugar a dúvidas nem protestos.

    Saudações desportivas
    Marcelo Silva

  3. Lead! Don't follow! says :

    Marcelo

    Fica-te mal dizeres que o auxiliar está atrasado… Não está, está bem posicionado até! Fica-te mal dizeres que em caso de dúvida beneficia-se o ataque, porque parece-me que há poucas dúvidas. Fica-te mal desrespeitares o treinador do adversário como “alternativo”, se era para ter piada dizias “interino”… Até porque o “alternativo” em momento algum faltou ao respeito ao Sporting. Limitou-se a analisar 2 lances, não conspirou contra ninguém, nem muito menos aproveitou para dizer que era resultado da pressão semanal. Pelo contrário, reforçou que isso não tem influência e disse que só conta o que se passa no campo. Bater palmas ao Helton não vos limpa a imagem totalmente, porque se estivessem a perder não sei se o faríam. Também me recordo em Vila do Conde não terem devolvido uma bola quando estava 1-0, ontem à volta dos 73min devolvemos a bola quando a colocaram fora para assistir o Slimani, e já estavamos a perder 1-0. Mas olha, obrigadinho pelas palmas na devolução.

    Pequenos detalhes que mostram que afinal vocês não são diferentes de ninguém, como bem se julgam. E muito menos são superiores na moral. Mas isso é outra conversa para outra altura…

    Não vou discutir isso, nem muito menos fazer como vocês fazem, tu inclusivamente (desculpa lá, mas é verdade, BASTA ler os teus posts), que é conjecturar uma conspiração de premeditação do erro. Errou, está feito, acontece a todos.

    Tal como no penalti do Cedric sobre o Jackson, errou, se calhar não ser apercebeu, mas nunca direi que foi premeditado.

    Pergunto-te: achas que conseguirias ter uma análise destas se fosse ao contrário? Achas que estás a contribuir de forma positiva para o futebol quando o erro a favor é assumido como uma coisa que faz parte, e quando é contra é premeditado? Quando é que os adeptos começam a acalmar esta onda de suspeição diária?

    Queres que te seja honesto? Acho que não consegues fazer isto. Acho que não consegues admitir o erro como natural para ambos os lados… O que está para trás é irremediável, desafio-te a conseguires isso daqui para a frente.

    Saudações desportivas

    Lead

  4. Porta 10A says :

    Caro Lead,

    Antes de mais, obrigado pela visita e comentário.

    Pelas imagens em directo e depois pela repetição, parece-me que o auxiliar está ligeiramente atrasado em relação à linha de defesa do FCPorto e por esse motivo não se terá apercebido do off-side de André Martins, até porque a jogada é bastante rápida. Pareceu-me pelas imagens, mas hoje irei verificar novamente, pelo que posso estar muito enganado.

    Quando usei o termo alternativo, não foi em termos depreciativos até porque, é notório, que a equipa ganhou com ele. Mas foi o que estava ‘ à mão ‘ e que constituia a melhor alternativa, até à chegada de um novo no começo da nova época.
    No final do encontro Luís Castro dirigiu-se aos árbitros, como o referiu na conferência de imprensa alguns motivos de queixa. O que disse ou quis dizer, era que iriam pegar nisso para dizer que fomos beneficiados por causa das queixas e ameaças que fizémos. O que é natural que assim fosse, caso houvessem casos. Houve um e que deu a vitória. Mas, aos meus olhos verdes, merecemos a vitória e eu não queria que fosse desta forma, até porque gosto de ganhar limpo.

    Eu, se estivesse em Alvalade, teria batido palmas a Helton e não é hipocrisia nem se devia ao facto de estarmos a ganhar por 1-0. Acho que o vosso guarda-redes, pela sua postura e atitudes, merece o aplauso pois sempre foi correcto, parece ser boa pessoa e terá esse crédito com os nossos adeptos.

    Se formos ao baú da recordações, podemos de lá retirar tantas coisas e algumas de falta de ‘ fair play ‘… inclusivé vossas mas pronto, ficam as desculpas pelo gesto incorrecto.

    Moralmente superiores? Nah! Iguais a todos os outros. Diferentes em muitas coisas, mas fazemos e dizemos o mesmo que os outros. Agora que queremos mudar muita coisa, lá isso queremos. Contrariamente a alguns que não se querem desprender do poder instalado vai para uma porrada de anos.

    As teorias da conspiração são as mesmas que impedem Artur Soares Dias de vos apitar jogos…
    Considero, ou melhor, tenho a certeza, que os árbitros em Portugal não são grande espingarda. E não é de agora, pois eles são só a continuação dos mais antigos, de uma classe corporativa que quer ser protagonista. E como também já vejo futebol há uns anos, permite-me esta opinião. E sim, acho que existe premiditação, bastando ver como é que alguns jogadores são castigados com amarelos e outros passam impunes. E sim, quando vejo arbitragens em diferentes jogos a utilizar critérios diferentes e certas ‘ azias ‘. E sim, todos podemos errar e logo os árbitros também. Mas refugiarem-se apenas no ‘ errar é humano ‘ é redutor e o exemplo claro que a coisa é má no nosso país. Muitos dos erros, escudados no factor acima mencionado, são de incompetência, de falta de qualidade, de manifesta falta de saber para a função. Como é que se justifica que um Paixão ande há estes anos todos com um apito na mão? Já sei… ‘ errar é humano ‘…
    Discordando, já assumi benefícios e erros a meu favor, como contra ou a favor de outros. A única coisa de jeito que Sousa Cintra alguma vez disse foi: ‘ eu não quero ser beneficiado, só não quero é ser prejudicado ‘. E de prejuízos estamos nós fartinhos. O nosso deve e haver é claramente deficitário na parte do haver…
    Concordo com a ‘ irremidiabilidade ‘ do passado, mas não podemos apagá-lo, passar-lhe uma esponja e dizer que tudo ficou bem, só porque sim. Há que aprender com ele para que o presente seja melhor e o futuro melhor ainda.

    E ‘ não fazendo da nuvem Juno ‘ quem é que, vestindo as cores de um clube e colocando as lentes de determinada cor, não é assim? Como eu? Como o Miguel? Como o Jorge do Porta 19?
    Será que o Lead é sempre assim?

    Mais uma vez obrigado e saudações desportivas
    Marcelo Silva

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: