Ah querem verdade desportiva…

… ah querem mudar o que está mal no futebol português? Ah querem mudar as nomeações dos árbitros para sorteios? Ah querem alterar o estado das coisas? Ah querem um futebol melhor? Ah querem-nos tirar ‘ a mama ‘?

Então tomem lá o Vasquinho Santos da AFPorto a mando do vitinho dos apitos, que é para saberem como elas mordem? Ah pensavam que era chegar aos campos e ganhar os jogos assim? Nah, tem que gramar com os protagonistas do futebol nacional, os árbitros e depois logo se vê. Como dá para ver, é so roubar senhores ouvintes. É fartar vilanagem.

Pois que podem entregar as faixas aos outros e, a roubar desta maneira, entregar o 2º lugar na bandeja ao FCPorto. Afinal e assim como assim, a coisa já deveria estar ‘ combinada ‘ entre as partes contando com o alto patrocínio do vitinho e dos meninos queixinhas da APAF.

Amanhã sai um comunicadozinho de apoio ao ladrãozinho. E pronto fica tudo muito benzinho até ao próximo fim-de-semana. Afinal os meninos são uns injustiçadozinhos e mais que tudo, seres humanos.

Siga a bandalheira e como se previa, houve caldeirada em Setúbal.

Então, três vivas para a bandalheira!

 

Tags: , , , , ,

About Porta 10A

À direita das coisas, Sportinguista convicto, teimoso quanto baste, inventivo, apaixonado, Pai babadíssimo, sempre em família, sempre com Amigos. Adoro artes em especial a fotografia e a pintura. Gostava de ter sido Arquitecto, mas a matemática era tramada. Depois Jornalista, mas não deu. Adoro escrever. Sobre desporto e política, ou sobre uma coisa qualquer. Cristão, crente em Deus, não pratico porque acho que a melhor relação com Ele é directa. Adoro música e existem canções para todos os nossos estados de alma. E isto tudo, sou eu...

6 responses to “Ah querem verdade desportiva…”

  1. Lead! Don't follow! says :

    Factos:
    – começando pelo árbitro, é o mesmo que apitou a derrota do Porto com o Estoril há 2 semanas. Se fosse por aí, bastava não marcar o penalti (houvesse objectivamente intenção de beneficiar o Porto). Marcou… E bem.

    – 1º lance, off-side ao Adrien: de facto não era, mas só com muita má fé alguém pode dizer que era fácil. É um lance rapidíssimo, que as pessoas limitam-se a julgar com um pause no momento do passe… Desafio os “doutores” da arbitragem a verem o lance em velocidade normal, sem direito a repetição, sem parar a imagem. Se mesmo assim acharem que era fácil, são hipócritas. Pois, e de facto são.

    – 2º lance, golo do Slimani: ninguém no seu perfeito juízo pode dizer que entrou de certeza. Com as imagens que há, parece que não entrou TOTALMENTE. E aqui reside o problema: tem de entrar TOTALMENTE. Se me mostrarem UMA imagem… O auxiliar decidiu com medo, depois de protestos veementes do Adrien no lance anterior, já recorrentes (e a faltar inúmeras vezes ao respeito, como as imagens mostram CLARAMENTE, e sempre impune).

    – 3º lance, golo do Setúbal: ok, nem todos podemos ser uns experts em geometria, mas quem põe o homem em jogo é o Jefferson, não é o central. Vocês olham para o central e acham que está off-side, vejam a posição do Jefferson e tracem as linhas com um ponto de fuga na intersecção do prolongamento da linha da grande area e da marca do relvado. Eu fiz isso, e está em jogo, MAS MESMO BEM EM JOGO!

    – 4º lance, penalti do Sporting: completamente patético. Não há falta nenhuma, não há disputa nenhuma, não há imagem nenhuma que mostre contacto. Dois jogadores a olhar para a bola no ar e o da frente armado em espertalhão deixa-se cair… É que o movimento de queda até foi mal feito! Que vergonha…

    – 5º lance, penalti do Setúbal: repetir comentário anterior.

    Em suma, 5 lances: 1 de análise impossível a olho nu sem repetição. 4 mal assinalados… No fim ficava 1-1. Onde é que está a dúvida? Ah, já sei… A habitual pressão para condicionar o jogo seguinte, hábito secular para os lados de Alvalade.

    Para a teoria da conspiração: se o árbitro queria mesmo muito prejudicar o Sporting, por que carga de água marcaria aquele penalti aos 85 com 1-1 no resultado?!?!!? Se tivesse má fé, não marcava (e aí até decidia bem, por ironia!). Vocês são um bando de hipócritas… Agora bloqueia lá o comentário, que é o que me dá prazer.

  2. Porta 10A says :

    Lead don’t follow,

    Obrigado pelo seu comentário, daqui do membro do bando de hipócritas e como dá para ver não lhe bloquei o post o que, estando no meu direito de dono deste blog, poderia fazê-lo. Mas pronto, haja boa vontade.
    Pronto, agora lá se foi o prazer…

    Como se refugia numa identidade qualquer, não sei quem é nem que clube é o seu. Mas entre lampião e andrade deve andar. Mas tudo bem, embora seja melhor ser do 2º que do primeiro…

    – O Estoril-Praia, clube de quem gosto muito, ganhou bem no Dragão. E se não marcasse aquele penalty, mal ia o mundo, de tão evidente que foi.

    – não deixa de ser curioso recebermos tantos árbitros da AFPorto. Não digo que eles apitam para beneficiar o FCPorto. Mas que vem com o objectivo de tramar o Sporting, lá isso ninguém desmente. Ora e se prejudicando uns, outros beneficiam. Não é preciso ser o Einstein para entender isto…

    – o lance de Adrien é um erro porque só os árbitros são humanos e erram.
    – o golo do Slimani foi um erro de análise porque. como sabemos, errar é humano
    – o auxiliar como humano que é errou a aceder aos protestos veementes de Adrien. Como ele é humano e Adrien uma besta metálica, teve medo e validou o golo.
    – os mesmos olhos conseguem ver muitas coisas mas, infelizmente, nem sempre da mesma maneira. Mas como os olhos fazem parte do ser humano que o árbitro é, desculpa-se o facto pela mesma razão de sempre
    – lá está o lance de suposto penalty a Capel é patético e o outro também. Então como errar apenas uma vez não chega, erra-se duas vezes pela mesma coisa. Mas, mais uma vez teremos de aplicar o mesmo argumento de sempre e tão do agrado dos árbitros
    – portanto e resumindo, depois de tantos erros humanos, o Sporting perdia o jogo.

    E depois setiver tempo, já que tem esse olho televisivo tão apurado, ainda irá explicar uma lei nova da física: aquela que diz que um ser que agarrado pelas costas e é puxado para trás, consegue cair para a frente?
    Deve ser uma coisa tipo ‘ errar é humano ‘…

    Condicionar árbitros é mesmo a nossa especialidade. Se calhar a sua ou das gentes do seu clube é fruta, leitinho com chocolate, apitos dourados, escolha de árbitros – os que se querem ou que são vetados, etc etc etc. Deve ser por isso que o meu clube não tem os mesmos benefícios que os seus rivais. Mas pronto, fique lá na posiçãozinha do impoluto, do limpinho, do realmente verdadeiro, daquele que nunca disse nada sobre arbitragens e muito menos interviu na mesma. Assenta-lhe bem o papel, quer seja lampião quer seja tripeiro ou mesmo do Braga…

    Sobre árbitros estamos conversados porque eles erram como seres humanos. Teoria da conspiração? Nah, isso é coisa que a CS inventa. Na próxima jornada, em Alvalade, lá calhará um Duarte Gomes, um Capela, um Benquerença ou um Proença para compor o ramalhete. A ver vamos…

    O bando de hipócritas despede-se do anjinho que aqui apareceu. Presumimos também que, das duas três: a seguir vá tomar a hóstia das mãos do papa do norte ou, num outro cenário celestial, vá até à ‘ capela da luz ‘ ( construida pela mulher do damásio )e aí, de joelhinhos no chão, reze dois terços e dê muitas graças a Jasus.

    A mim o que me dá prazer mesmo são as vitórias do meu Sporting, Do Estoril-Praia, Sa Selecção Nacional ( sem Paulo Bento ) e do Real Madrid.
    E teria muito mais prazer se o nosso futebol fosse limpo, verdadeiro, realmente para o público que o paga. E não conspurcado com gente que anda nele há 30 anos, que se utiliza dele em benefício próprio, que trafica influências e poder. Isso é que era, mas se calhar o Lead é um homem do antigamente, acomodado a estas coisas e daqui não quer sair.

    Afinal, o hábito faz o monge tal e qual como errar é humano!

    Saudações desportivas
    Marcelo Silva

  3. Lead! Don't follow! says :

    Marcelo

    Ainda bem que resultou o pedido para não publicares. O objectivo era mesmo que publicasses. Obrigado por teres feito o contrário… Vou tentar responder a tudo, como é evidente, tantos são os disparates dessa resposta:

    – Sou do Futebol Clube do Porto com muito orgulho, e acho que isso ficou bem claro no meu post. Mas a tua cegueira é tão grande que nem isso consegues ver.

    – Quando dei o exemplo do penalti bem assinalado aos 75min do Estoril no Dragão, era para demonstrar que SE houvesse OBJECTIVAMENTE vontade de beneficiar o Porto, bastava não marcar. E isto é um facto. Ele marcou, e bem. Ponto final.

    – Esse regionalismo fica-te mal. Os árbitros não cometem erros ou deixam de os cometer por serem da AFPorto. O Soares Dias é da AFPorto e cortou-nos um lance com o Jackson isolado, 2 penaltis, e 1 expulsão patética (o penalti do Mangala deu golo de imediato, por isso a consequência no resultado foi nula). Na mesma resposta sugeres amedrontado que no domingo será um de quatro árbitros, e curiosamente (e por ordem) de Lisboa, Lisboa, Leiria, Lisboa… Então mas… Não eram os da AFPorto que “vem com o objectivo de tramar o Sporting, lá isso ninguém desmente”??? Que confusão que vai nessa cabeça, homem! Não entendo! Então devias estar com medo de um da AFPorto para domingo e depois afinal já tens medo de 4 que nem são da AFPorto?

    – O lance do Adrien: vai ver as imagens sem repetição, sem camara lenta. A sério, vai lá ver! Só te vai fazer bem… Futebol de sofá com comando na mão é fácil! Mas aposto contigo o seguinte: no domingo haverá um jogador do Porto a isolar-se com claríssima oportunidade de golo, estando em linha, e o auxiliar vai assinalar (porque é praticamente impossível perceber, não porque seja premeditado). E tu vais ignorar o lance como um hipócrita. Decora isto, domingo à noite falamos!

    – O golo do Slimani: digo o mesmo, na TV é fácil! Daí que eu não critique o auxiliar aqui, tal como não critico no lance anterior. Chama-se coerência! Já para vocês o fora-de-jogo é premeditado, o golo é duvidoso. Chama-se hipocrisia, ou facciosismo. Há uns anos o Ricardo tinha o rabo sentado dentro da baliza, inclinou-se para trás e tirou a bola à vontade 1m dentro da baliza… O auxiliar, no enfiamento, coçou o olho (um dos da cara, para que fique claro). Onde estavas tu? Ah, na santa hipocrisia…

    – Os protestos do Adrien têm sido excessivos, e tu sabes isso. Há imagens neste jogo que são evidentes. Na semana passada um jogador de azul a jogar no Restelo contra uma equipa de vermelho viu 2 amarelos no mesmo lance por protestar. Na luz o primeiro amarelo do Danilo é por portestar o tal lance do Jackson, e acaba por ser expulso. Os jogadores do Sporting vão em cima do árbitro no fim e nada acontece. O Adrien está cara a cara com o auxiliar a insultá-lo, com imagens HD, e o auxiliar todo amedrontado… No pasa nada!

    – Ainda bem que não insististe no suposto fora-de-jogo no lance do Setúbal, que nem existe. Espero que tenhas aceite o meu desafio de geometria. Além disso, vai de encontro ao que aconteceu com o Montero com o benfica. Na altura vocês diziam que era difícil porque estava a recuar, agora (que nem era off-side), já é um escândalo.

    – Dos penaltis tiro uma conclusão do que escreves: se o árbitro errar, que erre só a teu favor. Nunca contra! É assim que se moraliza o futebol, aceitando só o erro a favor. E reforço que se o árbitro tivesse OBJECTIVAMENTE vontade de vos lixar, nem marcava aquele penalti PATÉTICO (tal como o outro 5min depois) a vosso favor… Mais valia ficar quieto e não marcar nenhum! Sempre era mais discreto, não achas?

    – Não sei a que puxão te referes, mas já que te ensinei geometria ensino-te física: não é o sentido da força que interessa, é o sentido da aceleração. Se o teu corpo estiver com velocidade num sentido, a ser puxado noutro, mas continuando a deslocar-se no sentido da velocidade, o puxão faz com que a aceleração seja negativa. Ao largares, o corpo equilibra-se com aceleração positiva (tens de ir ler as 3 leis de Newton, desculpa lá), e portanto cai para a frente por desequilíbrio de aceleração… Até há o exercício da corda: arranja aí um parceiro de exercício e uma corda, cada um puxa para o seu lado. Tu estás a puxá-lo, certo? Experimenta largar a corda, e vê lá se ele vem contra ti ou se cai para o outro lado… Enfim, é do mais básico que existe nas leis da física, coisa que se dá algures no 8º ano do ensino obrigatório! Mas a cegueira do futebol, os Ruis Santos desta vida, continuam sem entender. Muito mal vai o ensino em Portugal…

    – Quanto a condicionar árbitros, já devias ter percebido que todo o mundo do futebol não-verde vos chama “calimeros”. Não é uma opinião pessoal, é global. Pergunta a qualquer adepto que não seja do Sporting, verás a resposta.

    – Voltando à nomeação do árbitro para domingo: queres sugerir alguém antes de sair a nomeação? Ou preferes ser um rato de esgoto que só fala depois de acontecer? Se for o Proença achas mal? O árbitro que é conceituado no mundo inteiro menos em Portugal? Ou outro? Vá lá, deixa de ser rato de esgoto e diz já hoje quem querias! Pode ser que se confirme! E depois quem sabe… Enfim…

    – Sim, vocês são hipócritas porque até têm vice-presidentes a serem julgados por depositar dinheiro vivo na conta de auxiliares. Aí tens a viola enfiada no saco (ou noutro sítio, quem sabe), não é? Digo-te já que não me identifico com nada desses esquemas, mas que também até prova em contrário só podem falar disso com relação à época 2003/2004. A vossa extrapolação para tudo o resto, ignorando o mérito do Porto em termos internos e INTERNACIONAIS, reconhecido além fronteiras, é uma mesquinhice que vocês nunca conseguirão tirar do vosso ADN. Vestem de verde, mas pensam vermelho. Ficam bem uns para os outros, que se casem e tenham muitos filhos!

    – Descansa, o futebol português às vezes é limpo: acontece quando o Sporting ganha, mesmo que com golos em fora-de-jogo ou penaltis fora do campo. Aí sim é limpo. Tirando isso, é sempre sujo. Vem dentro daquela onda “não falamos dos árbitros” mas passam todas as semanas a falar. Até mesmo quando não têm razão. Ou então naquela onda “não vi mas o Porto marcou de penalti, por isso foi roubado”, mudando a lógica quando se fala dos 18 penaltis a favor dos tempos do Jardel (aí eram todos penalti, claro, mesmo que alguns sejam IGUAIS aos do Porto). A hipocrisia mais uma vez a vir ao de cima: só quando ganham é que é a valer, tudo o resto é roubado.

    Saudações desportivas, e somente desportivas…

    Lead!

  4. Porta 10A says :

    Caro Lead,
    Como costumo dizer, podemos ir por caminhos diferentes mas lado a lado conversando, pelo que com pontos de vista diferentes, discordâncias e disparates, podemos criar uma dialéctica interessante, o que pode ser o caso.
    – os meus olhos verdes são muitas vezes cegos pelo meu clube. Mas mais do que a cor dos olhos, rejo-me por valores que me ensinaram. Principalmente o meu Pai ( que até é do FCPorto ). Ser do FCPorto é tão igual a ser de outro clube qualquer. Bons e maus há em qualquer clube e eu, por exemplo, quero é distância dos energúmenos das claques.
    – objectivamente, os apitadores prejudicam muito, inclusive o FCPorto e isso aconteceu em várias circunstâncias, como no meu clube, nos lampiões e em todos. E é claro que em determinadas situações quem sai beneficiado é o clube que se segue no campeonato.
    – a questão dos árbitros é fácil de responder: são todos uns incompetentes e nesse grupo o Proença também está incluído. Mais ou menos, são todos maus e de todas as Associações. O realce do árbitro AFPorto é normal. Compreende-se da nossa parte, visto estarem atrás de nós na classificação, pela rivalidade e naquela ‘ no creo en brujas… ‘. Agora, não deixa de ser coincidência estas escolhas e mais se duvida, depois de apitarem. Eu vou mais por todos serem maus, havendo piores. Os que mencionei, também mais sonantes pela porcaria que fazem, são do pior. Pedro Proença o melhor do mundo? É para rir.
    – já aqui o disse, prefiro uma milhão de vezes uma vitória do FCPorto ( e escrevo sempre com letra grande ) do que uma dos lampiões. Isto, claro, na impossibilidade do meu Sporting ganhar. O Tomo II do Miguel e o Porta 19 do Jorge estão na minha blogroll e são minha consulta diária. Não está nenhum afecto apenas aos lampiões. Portanto, para além do respeito desportivo ( que os lampiões não tem por ninguém ), considero que das muitas vitórias que tem, a maioria são merecidas, em especial as internacionais. E também vibrei com a Champions que ganharam, com a taça UEFA e com a Intercontinental. Não tenho problema em dizê-lo. Mas também sei, como o Lead saberá, que estes 30 anos de conquistas não passaram sem alguns casos de permeio e que tudo foi claro e transparente como a água? Ou vai dizer-me que sim?
    – quanto ao regionalismo, até são vocês que mais o fomentam. É óbvio que grande parte do poder está centrado em Lisboa mas, por exemplo, a liga de clubes é no Porto. Cada vez se vem mais miúdos com as camisolas do FCPorto e acho que cresceram muito. Mas também olhem para vocês próprios e tentem sair desse discurso bairrista da nação, dos moiros, etc. que não vos é favorável como, tão pouco, gerador de simpatia.
    – espero que o jogo ‘ entre nós ‘, seja bem jogado e sem casos. Se o FCPorto ganhar bem, sendo melhor, sem casos ou personagens que querem ser os protagonistas da festa em vez dos jogadores, nada a dizer. Perdi na luz ( salvo seja! ) e perdi bem. Sério, limpo, honesto, saudável, assim é que deveria ser. Não gosto de batotas, de interferências, de jogos de bastidores. E agora imagine o caro Portista que o vitinho dos apitos, escolhe o Artur Soares Dias? Hein, qual a vossa reacção? E depois ‘ à posteriori ‘, sendo prejudicados, o que não irão dizer.
    – nem todos podem ir aos estádios e ainda por cima pagar para ver aquelas misérias. No sofá também se vê futebol. E este desporto só não evolui para algo melhor como o rugby, porque está cheio de velhos que não o querem fazer evoluir. Bastava algumas mudanças e algumas destas coisas que discutimos deixariam de acontecer. O chip na bola, o tempo cronometrado numa mesa, visionamento dos lances pela tv em directo, cartões, substituições e teríamos o nosso desporto de eleição a evoluir e a tornar-se melhor. Mas não querem e assim lá teremos que andar às turras por coisas assim e bolas que não entraram e o tempo que foi gasto em anti-jogo e mais um monte de situações que só prejudicam o futebol. Era aprender com os americanos…
    – não peço nenhum tratamento de excepção, como o Lead não deve querer para o seu clube. Queremos é competência, rigor, justiça. Se somos iguais, se estamos em igualdade de circunstancias, somos tratados da mesma forma. Em rigor e sem distinções clubisticas. O problema Lead, é que são tantos e tantos casos que depois tudo se pode colocar em causa. E depois nada lhes acontece e voltam, jornada após jornada, a fazer as mesmas burradas. Tantas vezes com critérios diferentes e sem qualquer coerência.
    – e os jogadores do FCPorto atrás do José Pratas e o banco a fazer rodinhas ao bandeirola, e o Jorge Costa e por aí fora numa ‘ never ending story ‘. Não somos anjinhos e também protestamos como os outros, crescemos para os árbitros e somos mal-educados. Mas também somos bastante castigados e punidos com amarelos. Há de tudo e para todos os gostos, mas também é culturalmente português
    – é sempre difícil ajuizar e muitos off-sides marcados são de quase impossível julgamento para os sentidos humanos. Mas também aqui deviam mexer nas regras e considerar, por exemplo, o prolongamento da linha de grande área como a linha de fora-de-jogo e só a partir daí seria considerado. Os argumentos só mudam de cor ou tom, todos dizem o mesmo.
    – dois penaltis patéticos que não deveriam ser marcados. Mas aquele pateta de apito já estava baralhado há muito tempo, pelo que só foram mais dois disparates a juntar aos outros. E não, não quero benefícios, só não quero é roubos. Acho que deve pensar da mesma maneira
    – naquele caso e que as imagens bem demonstram, nem sequer existe puxão. O Slimani salta mais alto e o outro deixa-se cair para a frente. O árbitro é que justifica o erro por um suposto puxão. E se ele tinha sido puxado daquela maneira e não largado, só poderia cair para trás. O Slimani salta mais alto, é mais forte, não comete falta, mas o golo é anulado. Mal. Aqui a física contraria as leis e princípios que enuncias. Foi uma interpretação e mais uma vez, um enorme erro que nos prejudicou. Quanto aos Ruis Santos desta vida, há muitos e de muitas cores. No meu caso, não o suporto, não o oiço, não o vejo. E mais, mete-me asco.
    – podem chamar calimeros os viscondes, tanto me faz. Às vezes, como saberá, as verdades deverão ser ditas e seja de que forma for. Mas também já vos vi fazer conferências de imprensa com recurso a imagens e a levarem o protesto até à liga. Se calhar, qualquer adepto que não seja do FCPorto, também vos chama de corruptos… mas pronto, sejamos os calimeros.
    – Artur Soares Dias é o meu favorito. E que esteja bem, que respeite o jogo, os dois clubes e que se porte à altura da grandeza dos mesmos. Que não queira ser o protagonista mas sim o juiz. Imparcial, justo, correcto, respeitável. Que se engane o menos possível e que no final digamos, ganhe um ou outro ou até empatem, o senhor do apito não interferiu e pouco demos por ele.
    – a justiça deverá fazer o seu trabalho e se Paulo Pereira Cristovão for declarado culpado deverá pagar por isso. Mais uma vez, no exceptions. Tudo o que for fora-da-lei, na minha opinião deve ser julgado e se, declarados culpados, sejam de onde forem, punidos. Mas em casos duvidosos a viola está noutros sacos…
    – reconheço, aplaudo e como disse, vibrei com as vitórias do FCPorto na Europa. Somos rivais, mas não acho que tudo seja fruto de esquemas ou de falcatruas.
    – jamais pensaria em vermelho e detesto tudo o que eles representam pelo que, felizmente, não está no meu ( nosso adn ).
    – creio ter respondido a tudo e agradeço o trabalho das respostas como a gentileza da visita. Volte quando quiser, pois podemos continuar a falar e, aqui ou ali, alfinetar um bocadinho sem descermos aos níveis mais baixos e pouco dignos de ‘ sportmen ‘.
    Saudações desportivas também
    Marcelo Silva

    • Lead! Don't follow! says :

      Marcelo

      Tratemo-nos por “tu”, porque ainda sou um “jovem” na casa dos trintas (ainda sou jovem, não?).

      Em primeiro lugar, agradeço o conteúdo da resposta e, sobretudo, a forma! Confesso que me excedi no primeiro comentário, mas não esperava uma resposta com tanta corrosão, daí que no meu segundo comentário abusei da ironia. Vejo que esta resposta visa amenizar a questão de parte a parte. Assim é que nos entendemos.

      Ponto prévio: temos em comum o desprezo para a instituição de Carnide. Até nas maiúsculas convergimos, como poderás ver: também escrevo Sporting, mas benfica é sempre com minúscula, e é porque não há mais pequeno!

      Os assuntos divergem, será impossível opinar sobre tudo, mas devo ir ao essencial.

      Relativamente às arbitragens, tenho uma visão menos dantesca. Acho que uma boa dose do erro vem da pressão insustentável de todos. Falta-nos um regime como o inglês, em que a critica ao árbitro é severamente punida, inclusivamente aos olhos da opinião pública. Lá um árbitro quando toma uma decisão não tem os jogadores a correr atrás dele durante 2min.
      Há árbitros com muita qualidade, na minha opinião: Pedro Proença, Soares Dias, Bruno Esteves, Paulo Baptista, Hugo Miguel, Marco Ferreira, Carlos Xistra (já foi péssimo, melhorou muito!), Jorge Sousa (já foi melhor). Se apitassem só lá fora, sem esta pressão da clubite aguda que todos temos, seriam muito melhores ainda. Depois há uns que são péssimos: Bruno Paixão, Olegário Benquerença, Duarte Gomes. No meio, claro está, uns que não se sabe bem o que são…

      Quanto ao regionalismo/bairrismo, eu vivo em Lisboa, e estive no Porto duas vezes na minha vida! Mas sofro como ninguém por aquele clube!!! Esse bairrismo cada vez resume-se mais a uma meia dúzia… Repara que até já temos uma escola de futebol em Lisboa! Os tempos são outros, acredita…

      Assumo que tenho vergonha daquelas escutas. Ouvi-as todas, não sou de enfiar a cabeça na areia. E há ali coisas inadmissíveis. O que detesto é que tenham resumido tudo ao Porto e ao Pinto da Costa. Ao mesmo tempo, todos os clubes (sem excepções!) andavam nesse regabofe! Pagámos nós a factura da reputação. Mesmo que nada aconteça hoje, continuam a conotar-nos com isso. É a vida, é a tal história de nos chamarem “corruptos” como nós vos chamamos “viscondes” ou “calimeros”. Cada um com o seu fardo…

      Sobre o jogo, preferia o Pedro Proença. O Soares Dias não tem condições para apitar o Porto depois do desempenho na luz. Ele perdeu o controlo, e isso demonstrou alguma fragilidade emocional. Nesse aspecto, acho o Proença inflexível. E sinceramente não espero um grande resultado, porque apesar de em valor individual sermos claramente (desculpa o exagero) superiores, em termos mentais estamos ao pior nível do que me lembro. Qualquer lance de perigo do adversário transforma-se num pesadelo… E se vocês marcarem primeiro, ganham o jogo de caras. Mas nunca se sabe, há sempre aquele dia em que o potencial entra em campo e transforma-se! Espero que domingo seja o dia…

      Sobre tecnologias, sou contra. Já expliquei várias vezes a amigos meus. O meu ponto de vista é que com as imagens muitas vezes continua a haver discussão. Veja-se o golo do Setúbal: eu fiz umas figuras geométricas e provei que estava em jogo pela posição do Jefferson. Mas há pessoas que acham que não… Agora imagina o árbitro parar o jogo depois do golo, ver as imagens, e achar que não era off-side. Como reagirias? Pois, ainda ia ser pior! Porque agora podias acusar de premeditação, já que mesmo depois de ver as imagens manteve uma decisão da qual tu discordas. Estás a imaginar o regabofe em que isto ia desaguar?

      Esse lance do Slimani obviamente não há falta, mas havia uma antes do Montero. E acho que falta isto aos adeptos, perceber o contexto. Eu sei que são 2 erros, mas se nenhum fosse cometido era golo? Não era… Falta-nos esta frieza de análise, muitas vezes.

      Por fim, o meu maior erro: ter acusado de vermelho por dentro. Foi a maior das ofensas! As minhas desculpas, se fosse ao contrário eu ficaria danado! Se há coisa que odeio é aquele clube!

      O nível subiu, e será para manter. Saudações desportivas!

      Lead! Don’t follow!

  5. Porta 10A says :

    Lead,

    Mais uma vez obrigado pela resposta. Será sempre bem vindo a este blog e tenho todo o gosto em trocar palavras com um Portista de Lisboa. E, felizmente para as vossas cores, o clube deixou de ter o carácter regional e passou a ser nacional, assim como tem dimensão mundial. Não tenho problema em reconhecer isto e gosto de estar à conversa convosco, pois são uns bons rivais.

    Veremos quem é o árbitro escolhido. Pedro Proença? Não gosto de árbitros cagões e apanhamo-lo no jogo contra o Estoril na Amoreira. Não gostei da sua atitude a dar para o paternalista, muito sorridente e a abusar nas palmadinhas nas costas. Houve uma situação em que fez 60m ida e volta para, preciosismo, mudar a bola 10cm para o lado. Apita lá fora, como não apita cá dentro. Mas se for ele, que lhe corra bem e que nenhum de nós fique com razões de queixa.

    Eu sou a favor das tecnologias. Dando o exemplo do rugby, o desporto tornou-se melhor e ainda mais verdadeiro. Não perdeu adeptos, não perdeu a sua magia e o fervor dos seus adeptos. É explicado, não deixa dúvidas e a verdade está lá, sempre! Outro exemplo é o futebol americano. Sempre à frente. E porquê? Porque o show é ‘desenhado’ para os espectadores, para quem paga e estes não podem ser defraudados. As regras tem que ser coerentes com o espectáculo e actualizadas ao tempo em que as vivemos. Só no futebol é que os velhos do Restelo do International Board é que não querem…

    Nesse golo do Slimani, aceitando que existe essa falta do Montero, a mesma não foi marcada e a jogada seguiu. A anulação do golo foi uma vergonha. A anulação do golo do Mané contra o Braga é um mistério por desvendar. A do Adrien em Setúbal, mais um. E há mais, mas pronto não vamos desfiar o rosário de prejuízos.

    Na boa, não precisas de pedir desculpa. O melhor mesmo é conseguir chegar a um entendimento, como seres civilizados, loucos pelos seus clubes, vidrados no azul e no verde e, mesmo assim, conseguirem explicar os seus pontos de vista sem chamadas aos orgão genitais das mães, à proveniência das senhoras, aos enfeites das monas dos pais. Isto sim tem piada e um bom texto, bons argumentos, tornam tudo mais interessante e inteligente. E acho que é isso que nos separa dos supostos e míticos 6 milhões. E ainda bem.

    Volta sempre, subimos o nível e mantemos relações de boa vizinhança, respeito e sã camaradagem verde e branca com azul e branca.

    Obrigado mais uma vez e saudações desportivas
    Se porventures tiveres ou escreveres num blog, avisa p.f. e terei todo o gosto em visitá-lo, assim como inclui-lo na minha blogroll, juntando-se assim ao Tomo II do grande Miguel e à homóloga Porta19 do Jorge, dois indefectiveis portistas dos 4 costados.

    Marcelo Silva
    Porta 10A

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: